INOVA BERRINI

Boas novas para a Praça Acibe Ballan Camasmie

A praça Acibe Ballan Camasmie, situada na avenida Nova Independência, possui mais de 10 mil m2 e é uma das maiores do Brooklin. A praça teve como um de seus maiores defensores o presidente emérito do Conseg Brooklin, Gustavo Wiedman (já falecido), cuja participação foi fundamental na reforma realizada em 2002 pela Incorplan Engenharia, sob coordenação na época pela regional de Santo Amaro. Após a reforma, ganhou novas proporções com a implantação do parque adulto e infantil e quadra poliesportiva. Entretanto, ao longo de décadas, vem sofrendo com problemas de manutenção, iluminação, segurança e descarte irregular de entulho.

Academia ao ar-livre: abandonada e sem praticantes
Parquinho infantil: chão de terra vira lamaçal em dias de chuva
A quadra poliesportiva já foi palco de torneios de futebol

Nancy Gaudio moradora do bairro há mais de 40 anos, costuma levar seus dois cachorros para passear na praça. Lembra que, um tempo atrás, os próprios moradores do bairro reuniam-se em mutirões para cuidar da praça: “Tinha uma horta comunitária e até um coreto onde haviam apresentações de música no fim de tarde”, relembra .

Nancy Gaudio é moradora do Brooklin e há anos frequenta a praça Acibe Ballan Camasmie

Tratava-se da iniciativa de Marcelo Rebelo, que em 2015 lançou o Pracas.co, plataforma colaborativa de revitalização de praças, cujo projeto piloto foi na praça Acibe Ballan.

A vizinhança do entorno se organizou, promoveu reparos e ocupou a praça com desfiles de cães, torneios de futebol e exercícios coletivos. O movimento foi perdendo o entusiasmo no ano seguinte e, com o passar dos meses, foi aos poucos caindo no esquecimento. As flores murcharam, a horta se foi, o lixo transbordou. As crianças e famílias deram espaço aos moradores de rua e usuários de drogas.

Caixas de salmão depositadas irregularmente na praça
Lixeiras insuficientes para manter a praça limpa

Novas vozes e novas iniciativas para a praça

Após seis anos morando e trabalhando na área financeira de uma subsidiária de uma multinacional no Uruguai , Felipe Siqueira escolheu o Brooklin para morar e viver: “Como tenho cachorro e amo a natureza, queria ficar próximo de praças e áreas verdes. Não encontrava nada parecido em outros bairros. Além disso tem o fato de ser um bairro plano, portanto fácil de andar e me apaixonei pela av. Berrini, com suas árvores e charme inconfundíveis!”

Felipe Siqueira levantou a bandeira para revitalizar e ocupar a praça Acibe Ballan Camasmie

Sensível às causas ambientais, não demorou para levantar a bandeira para revitalizar a praça. Arregaçou as mangas, protocolou pedidos de limpeza no canal 156 da Prefeitura de São Paulo, conversou com moradores e comerciantes do entorno e conseguiu um abaixo-assinado com mais de 300 apoiadores. No fim de 2019, levou suas reinvidicações para a reunião do Conseg Brooklin  e, no mês seguinte, veio a primeira vitória: o sub-prefeito de Pinheiros, Acácio Miranda, atendeu ao pedido dos munícipes e realizou um mutirão da prefeitura para limpeza da praça.

* crédito das fotos: Conseg Brooklin

A estória foi ganhando proporções maiores e através do presidente da Sabron e Conexão Berrini, Marco Antônio Braga, a praça conseguiu um importante apoio de um grupo organizado de pessoas, empresas e associações para tornar a Berrini e seu entorno uma região cada vez melhor.

Da esquerda para direita: Felipe Siqueira, Eddy Kobara, Marcos Smetana, Monica Queiroz, Gabriella Marques, vereadora Janaína Lima, Rodrigo Abreu e Andréa Spinola

E foi numa reunião do Conexão Berrini, organizada pela Gabriella Marques com a vereadora Janaína Lima (Novo), sobre a participação e o protagonismo do cidadão na política e na sociedade que Felipe recebeu a boa notícia: a vereadora viabilizará a verba de cem mil reais de sua emenda parlamentar para a prefeitura revitalizar duas praças do Brooklin: General Gentil Falcão e Acibe Ballan Camasmie.

Com a reforma prevista e apesar da praça Acibe Ballan ainda apresentar problemas de manutenção, Felipe viu uma luz no fim do túnel: seus esforços podem ser recompensados e há esperança em ver em breve a praça ocupada novamente pelas crianças e famílias.

A rede de contatos foi fundamental para conseguir viabilizar o apoio para a praça. Veja o caminho percorrido pelo Felipe:

Doar-se em pequenos gestos, exercer a cidadania e abraçar causas para melhoria do seu entorno. Engajar, associar-se e conectar ideias e ações às pessoas, sejam elas públicas ou privadas. Felipe, pelo exemplo, nos ensina que os problemas existem, mas podemos fazer nossa parte para construir uma sociedade melhor. Os moradores do Brooklin agradecem!

“O tempo é algo que não volta atrás. Por isso plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores…” (Veronica Shoffstall)

Flores da praça Acibe Ballan Camasmie


DICAS DO FELIPE:

Gosto de frequentar a praça Procópio Ferreira e a feira de domingo na frente da praça Acibe Ballan. Outra dica que deixo aqui é aproveitar o bairro para correr nos fins de semana pelas ruas planas e tranquilas!

RECOMENDO:
Bar do Urso | av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 635
Rainha do Brooklin | av. Nova Independência, 897
Poke Garden | rua Araberi, 219
Bananas | rua Araberi, 237
Refúgio do Alemão | av. Nova Independência, 837
Nova Grill Berrini | av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 427


Veja também:

2 comments

  1. Mara Oliveira disse:

    Que linda…. essa é uma das praças lindas de nosso bairro.
    Quando pequena, brinquei muito nela…
    E meus filhos também cresceram brincando..
    Maravilha vê-la revitalizada…
    Após 69 anos de convivência, mudei-me há 6 meses para outro bairro, porém meu coração
    continua no Brooklin..

  2. Ana disse:

    Que as pessoas conservem o local depois da nova revitalização. É uma pena vermos tanto esforço e dedicação, para virar um lixão, assim como as ruas e outros locais no bairro. A Prefeitura tem feito o trabalho de zeladoria, mas falta cooperação da população. Espero ver a revitalização e arborização da Av. Padre Antonio. Infelizmente está em estado de abandono, cada um faz o que quer e o lixo e a falta de árvores e poluição visual imperam.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *